Total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

BEYONCE - MINHAS OPINIÕES SOBRE A ESTRELA


Beyonce é uma artista no seu auge: ganhadoras de 6 Grammys (só em 2010), ocupando o Topo das paradas musicais, vendendo milhões de discos numa época de downloads. Só no ano passado ela faturou US$ 87 milhões, sem dúvida uma máquina de fazer dinheiro. O grande erro na minha opinião, é que sua carreira artística é voltada fundamentalmente em conseguir aumentar a capacidade dessa máquina produzir mais e mais grana. Como se sua música fosse apenas uma mercadoria, um refrigerante aonde seu fabricante se preocupa cada vez mais em promover a marca, pra aumentar sua venda e consequentemente o lucro.
Por falar em refrigerante, Beyonce participou de alguns comercias da Pepsi, o primeiro foi em 2002 ao lado de Britney Spears e Pink, vestidas de gladiodoras, cantando "We Will Rock You" do Queen (Brian May e Roger Taylor também participaram das filmagens).


Agir dessa forma pra mim é um equívoco porque Beyonce é uma artista fenomenal. Possui uma voz forte, domínio perfeito na técnica, e é pertencente a linhagem das grandes cantoras de R&B, Soul e Blues, como Aretha Franklin, Chaka Khan, Gladys Knight, Tina Turner, Roberta Flack, Diana Ross e Etta James. É verdade que algumas dessas lendas não tiveram o reconhecimento justo, e não lucraram financeiramente como mereciam. Mas isso não pode ser desculpa para direcionar uma carreira para o comercial de fácil assimilação, tornando tudo pasteurizado e artificial.
Seu talento é multifacetado. Além de cantora e exímia mulher de negócios, ela é compositora, produtora, coreógrafa, dançarina e atriz.
Já atuou em sete filmes, o primeiro foi "Carmen: A Hip Hopera", feito pela MTV e só foi lançado na televisão em 2001. No ano seguinte. estreou no cinema em "Austin Powers e o Membro de Ouro", contracenando com o comediante Mike Myers. Em 2003 viveu uma cantora de jazz em "Resistindo às Tentações"; voltando as comédias com duas sequêmcias de "A Pantera Cor-de-Rosa", com Steve Martin.
Prestou homenagem a duas de suas maiores influências: em 2006, em "Dreamgirls" interpretou "Deena Jones", uma personagem inspirada em Diana Ross, aonde foi indicada ao Globo de Ouro pela sua atuação; dois anos depois atuou em Cadillac Records, interpretando a cantara de blues Etta James, gravando a música "At Last" entre outras para a trilha sonora do filme.
Como dançarina a morena literalmente arrebenta. Ela mesma cria suas coreografias que abusam de muita sensualidade, sempre aproveitando sua beleza. Os videos clipes sempre mostram sue belo corpo e seu rebolado hipnotizante.
Beyonce é uma linda mulata com corpo de Rainha de Bateria. Seios fartos que são insinuados em belos decotes; pernas e coxas lindas e grossas, sempre protegidas por grossas, porém invisíveis meias-calça; bundinha redondinha e grande; maquiagem sempre impecável; cabelos tratados com o que se tem de mais moderno. Ou seja, trata-se de uma verdadeira potranca puro-sangue, que ainda utiliza as maravilhas da tecnologia de ponta pra ficar com o visual ainda melhor. Com o talento que tem não precisava, mas seus atributos físicos são um dos recursos mais usados pra promover sua carreira e fazer mais sucesso. Prova disso, é que sempre aparece exuberante nos eventos e premiações que participa, mesmo quando não realiza apresentações ou shows. Veja abaixo, por exemplo o modelito que utilizou numa dessas ocasiões:

Realmente sua produção e marketing são poderosos e muito bem executados. Mas em relação a música, seu trabalho tem a profundidade de um pires. Não acrescenta e não difere em nada com o que domina a parada de sucessos atual. Seu repertório a aproxima de artistas de plástico como Britnaey Spears, Rihanna, Lady Gaga e Jenifer Lopez, e a deixa cada vez mais distantes das verdadeiras Divas Negras já citadas. Diferente de cantoras que mesmo com um forte apelo Pop como Joss Stone, não deixam se preocupar com a qualidade musical do seu repertório, como já havia comentado na postagem sobre o show da inglesinha em Novembro.

É uma pena, é um verdadeiro disperdicio. É como podar uma imponente e frondosa árvore, não a deixando crescer e atingir sua plenitude. Beyonce é uma grande artista, daqueles que aparecem raramente.
Ivete Sangalo declarou que Beyonce é o Michael Jackson de saia. Exageros a parte, concordo com a afirmação, pois ela tem aquele "Q" a mais, um carisma especial das grande estrelas, um algo a mais que faz com que não consigamos tirar os olhos dela, e o já citado enorme talento artístico e musical; características sempre vistas em Michael.
No ano passado, estava eu sonolento vendo a chata premiação do MTV Europe Music Awards (EMA), quando de repente aparece Beyonce deslumbrante, vestida com um corpete vermelho, com direito a luvas e cinta-liga. Acompanhada de várias dançarinas, sua figura morena se destacava como se tivesse brilho próprio, da mesma forma quando se apresentava com seu extinto grupo Destiny Child. Alguém lembra das outras duas meninas que formavam o trio com ela.
Mas voltando ao EMA, durante sua perfomance era impossível desviar a atenção. E acreditem não é só pelo fato de ser muito gostosa, ou por estar usando no palco uma lingerie sensual. Claro que isso ajuda...rssss. O real motivo é se tratar de uma grande estrela.
Veja o video da apresentação e entenda:

Por todos esses motivos gostaria de ter ido a uma das duas apresentações que a cantora realizou no Rio no começo de fevereiro. Os preços altíssimos (que já são de praxe em qualquer evento no Brasil) e suas músicas fracas me desistimularam.
Sem dúvida perdi um verdadeiro espetáculo de dança, efeitos e luzes, com uma grande artista, que nas mãos de produtores e empresários não tão gananciosos, brilharia muito mais, e ganharia lugar entre os grandes nomes da música americana de todos os tempos. Mas infelizmente, se transforma num produto, numa indústria e num mercado aonde a única coisa que realmente importa é o quanto se fatura, Não muito diferente das grandes empresas fabricantes de refrigerantes.
É bom lembrar que refrigerante e música de pouca qualidade não fazem bem a saúde.

2 comentários:

  1. Oi gato!
    Vc escreve muito bem, viu?! Surpreende a cada post com muito senso de humor e senso de diálogo com um público não visto, que não está ali quando vc escreve... Essa conversa com os leitores é algo difícil de se fazer e se manter! Fora a criatividade na escolha dos temas... Parece um poço de idéias sem fim! Vc está de parabéns!!! Sou fã de carteirinha!

    ResponderExcluir
  2. Oi Anonima (o), obrigado pelos elogios, e pelo "gato". rsss

    ResponderExcluir